Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

Conclusão...

Passaram cerca de quinze anos sobre a decisão – dolosa para a cidade de Elvas – que a Câmara de Rondão Almeida assumiu ao destruir a Quinta do Bispo, apesar do enorme empenhamento demonstrado por muitas personalidades de vários pontos do País, e de Elvas, em cartas, jornais e revistas pedindo e, explicando o porquê da sua – necessária – e justa conservação.
Hoje, onde havia árvores majestosas, vegetação exuberante, controlada, e, entre avencas e fetos, corria água das cascatas para os lagos, há agora lixo – lixo aos montes, lixo, ruínas – e mais lixo...
Na zona arrasada para construção, o empreiteiro, por falência (?), deixou em esqueleto metade das inestéticas moradias com que mutilaram a Quinta na sofreguidão doentia de fazer dinheiro a qualquer preço, mesmo sobre o arraso de importante parte da história de Elvas...
Alias, um dia se saberá porque aconteceu – e quem beneficiou – com tão vil negócio...
Foi um inútil desastre que não honra quem o perpetrou e, nos envergonha a todos por o termos consentido.
Comparou-se, certa vez, a si próprio, Rondão Almeida com o Marquês de Pombal.
Pombal, reconstruiu Lisboa após o terramoto de 1755
mas, dele o que ninguém esquece é a matança dos Távoras, que para sempre lhe turva a memória.
Rondão, promovendo a construção desenfreada que por aí vai, e não conseguindo impedir a perda de valências e serviços na Cidade, – tem sido, ele próprio, "o terramoto", como neste caso, e noutros, ao adulterar com arrebiques parolos a carismática sobriedade da feição de pedra adusta deste velho burgo medieval.
Pode Deus, na sua infinita misericórdia, perdoar-lhe.
Pode!
Porém – A História – essa, jamais.

Maria José Rijo

sinto-me:
música: A Quinta do Bispo
publicado por Maria José Rijo às 20:56
| comentar
8 comentários:
De Xavier Martins a 20 de Junho de 2008 às 22:55
Li e Reli com extrema atenção e devo dizer-lhe
cara Dona Maria José que leva - como desde o
inicio toda a razão - nesta verdade - sobre a
Quinta.
Realmente só deram passos errados de destruição,
as fotos revelam o estado actual da Quinta e nada
me diz que qualquer dia quem ou "quêns" que
fizeram o que está à vista - não volte ao mesmo
lugar para assassinar o resto e desta vez será de
vez.
Só posso lamentar porque com tantas ideias que
se poderiam ter encontrado para a Quinta de
Sardinha - tantos motivos de interesse se poderiam
ali radicar - tantos, tantos - é só olhar a página
on line da casa de Serralves - por exemplo.
Fica aqui a entrada:
http://www.serralves.pt/

Só assim se preserva e educa o povo - levando-o
a ter conhecimentos e cultivando-lhe o espirito.
Por isso é que neste ou naquele país se faz isto ou
aquilo com nível.
Cá muitas vezes destroi-se, aniquila-se de forma
a que mais tarde seja mais facil arrasar e enterrar
quem deveria permanecer altivo na História - para
ensinar e dar a conhecer quem desconhece a
história.

Parabéns por este final cheio de lucidez e de amor
a esta Quinta do Bispo.
Pois então
QUE FIQUE ESCRITO !

Com muita admiração
cuprimenta-a
Xavier Martins
De Flor do Cardo a 21 de Junho de 2008 às 00:02
Os meus Parabéns
Final com botão de ouro e uma flor para si

Assunto delicado este da Quinta, cara Maria José
devo dizer-lhe que o comentário Anterior está muito
certoe eu concordo com ele - no entanto ficaria
muito magoado com os elvenses se concordassem
em derrubar - aniquilar - deitar por terra - matar
a Quinta do Bispo e as memórias de quem foi e
quem ainda é António Sardinha.

Bem haja por nos ter dado a conhecer aqui e assim
desta sua forma única - este assunto da Quinta.

Um abraço

Luciano
De Malaquias Beirão de Sousa a 21 de Junho de 2008 às 00:14
Voltei
Voltei porque este tema tem toda a minha atenção
e é um tema que me comove, a sua admiração e
paixão por este tema nobre que merece a atenção
de todos.

Como dizem os brasileiros e eu vou repetir - foi
pura sacanagem - se me permite utilizar este termo-
mas é este termo que acho se adapta melhor ao
assunto aqui tratado.

Está a Senhora de Parabéns por esta lucida cruzada
que defendeu com garra e emoção.
Os meus Parabéns
e devo também dizer-lhe que estarei aqui presente
para o próximo assunto em agenda (vi na barra do
lado).

Com imensa admiração
Malaquias Beirão de Sousa
De Anónimo a 21 de Junho de 2008 às 18:52
Concordo consigo no caso da Quinta do Bispo mas acho que ainda vamos a tempo de requalificar o edifício. No entanto gostava de saber o que fez a D. Maria José Rijo quando era vereadora.
Que património recuperou?
Porque estava a biblioteca ao abandono?
Porque estavam a cair a casa das barcas, o forte de santa luzia, o hospital militar, o cine teatro, o cine sao mateus etc etc?
É que criticar é facil...
De Maria josé Rijo a 22 de Junho de 2008 às 11:44
Esta,será por certo,a única vez que responderei a alguém que se esconde no anonimato.
Embora ao dizer "ainda vamos a tempo de ..." de certo modo - se - denúncie...
Penso que se trata de alguém que não entendeu que o que aqui "ficou escrito" é - apenas - a reprodção de documentos publicados, indesmentidos e referênciados para consulta e verificação de quem o pretenda fazer.
Permito-me, pelo que li , achar capciosas e fora de propósito as insinuações expostas.
Quando comecei a minha luta pela salvação da Quinta do Bispo - telefonou-me uma noite, aí pelas 10 horas, já eu estava recolhida, o Sr Presidente Rondão, confessando o desconforto dele e de sua Mulher,pela minha posição no caso, porque, gostando de mim , eu os desiludia.
Eu, nunca estive, nem estou contra quem quer que seja.
Estou, como sempre estive - a favor de Elvas.
Não me move promover intrigas ou querels.
Tanto que resguardo dados como: nº de cheques, nomes de comissionistas, verbas, etc. etc.
Apenas dou testemunho de factos da história de Elvas que vi acontecer
E, assumo o que digo assinando o que afirmo.
E, para todos fica a mesma resposta que, dei pelo telefone ao Senhor Presidente:
Se me provarem que o que digo é falso:
com o mesmo desassombro e veemência pedirei desculpas e me retratarei
Maria José Rijo
De Anónimo a 22 de Junho de 2008 às 14:15
Cara D. Maria José Rijo

Não tive intenção de a ofender. Não faço nem nunca fiz parte da Câmara, por isso não me identifique com alguém ligado ao poder.
Quando digo que ainda vamos a tempo de recuperar a Quinta do Bispo, digo "vamos" enquanto elvenses porque pelo que vi no local tudo aquilo pode ser requalificado. Já agora poderia dar uma sugestão para aquele espaço, porque quando se requalificar tem que se transformar aquilo nalguma coisa.
Também estou sempre a favor de Elvas e por isso mesmo referi apenas algumas coisas que foram feitas pela cultura da cidade nos últimos anos. Voltando aos anos 80 quando foi vereadora recordava uma cultura elvense bastante fraca comparada com a actual e por isso referi as diferenças.
Não sei se gosta ou desgosta de alguém, o que sei é que também devia reconhecer o que foi feito nos últimos tempos e que nunca foi feito antes, inclusivé no seu mandato. Por isso mesmo é que referi que falar e criticar é muito fácil...

Manuel Fernandes
De Flor do Cardo a 22 de Junho de 2008 às 13:51
Cá estou eu de visita como em cada dia do meu dia
a dia.
Quando dou por mim e vi este comentário anónimo,
se é anónimo não tem nome, está por detras de um
pano - pois... no entanto eu venho em defesa da
Senhora - eu Luciano que assino outras verdes de
flor do Cardo - porque gosto - mas V. Exª., sabe
quem eu sou, claro - é só isso que importa, quanto
aos outros a caravana passa...

Só queria lembrar aqui que a Senhora - quando
esteve na Câmara (quanto eu sei) foi apenas
Vereadora - não era Presidente - pelo que nunca
poderia resolver ( assim tão linearmente ) o que
lhe apontam - além do mais 4 anos não dá para a
recuperação do patrimómio - com este super mandato
que não fica por aqui ( e refiro-me ao do actual
presidente ) é que dá TEMPO para virar a cidade de
pernas para o ar e refazer tudo, não sei se me explico
...
É que quem manda numa câmara - faz e desfaz - não
são os vereadores - são os Presidentes !!
É ou não é?
Não me parece justo cobrarem ou falarem do que
não sabem...

Tenho dito!
... mais logo volto de novo...

Cumprimenta-a
Luciano
De Maria josé a 22 de Junho de 2008 às 17:58
Meu Querido Amigo
Obrigada de todo o coração, muito obrigada, por estar sempre presente, para me acudir, quando me lançam pedras.
Não sofra por mim. Vou-lhe dizer o mesmo que sempre dizia a meu Marido - quem anda à chuva - molha-se! - É um risco obvio.
Difícil deverá ser se forem justas as críticas apontadas, e não é, graças a Deus, esse, o caso.
Eu costumo dizer, porque assim penso, que:- se mais nada de útil tivesse feito na vida o que se passou na Biblioteca de Elvas, justificava a minha existência.
E, quando o Presidente Mário Soares, disse o que depois foi reiterado por escrito, sobre o desenvolvimento da cultura em Elvas, nesse tempo, e o Sr.Dr.Roque deputado do partido comunista me agarrou no braço dizendo vá para a frente que o obra é sua, por me ver sempre, afastada da ribalta, senti que tinha valido a pena - trabalhar aqueles dois anos sem renumeração, com sacrifício fisico e económico -
por um património que sendo de Elvas faz parte da riqueza do nosso País, e do mundo, e que estava em risco de ser tranferido para Portalegre!
É por respeito à verdade, para defende-la do branqueamento das politiquices, que pedi que me fizessem este blog, onde espero repor a justiça em alguns atropelos mais flagrantes.
Espero viver o bastante para o conseguir, se Deus quiser.
Faz favor de cuidar da sua saude.
UM beijo muito grato e amigo da Maria José

Comentar post

.Quem sou

.pesquisar

 

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Agora diz-se

. Um testemunho

. Conservação e Restauro do...

. As lembranças do Forte da...

. PROGRAMA-Cultura/Turismo ...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

.Ficou Escrito...

. Maio 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.Por onde me levo

@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@ @@@@@@ Campanhas @@@@@@@@@@
@@@@@@@@@@
@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@@@@@

.Contador - Julho-2007

.Ficou Escrito:

Câmara de 1986 - 1989 @@@@@@@@@@@@@@
@@@@@@@@@@@@@@ O FORTE DA GRAÇA @@
@@@@@@@@@@@@@@@ A QUINTA DO BISPO
@@ANTÓNIO SARDINHA
@@@@@@@@@@@@@@@ Recuperação da Biblioteca Municipal -- Mandato de 1986-1989 @@@
@@Eurico Gama
@@@@@@@@@@@@@ Ex-libris- Eurico Gama
@@@@@@@@@@@@@ Forte da Santa Luzia
@@@@@@@@@@@@@ O Orgão da Sé
@@@@@@@@@@@@@ Escola Musica - Coral
@@@@@@@@@@@@@ Programa Cultura/Turismo Maria José Rijo- 1986-1989 @@@@

.Algumas fotos:

@@@@@@
@@@@@@
@@@@@@
@@
@@@@@@@@@@ Dr. Mário Soares
@@@@@@@@@@ Dr.Pires Antunes
@@@@@@@@@@ Drª Rosa Cidrais
@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@

.Excertos de artigos

Considero que é urgente e necessário provar aos nossos jovens que o dinheiro não compra consciências e é de nossa obrigação dar-lhes alternativas à droga e ao vício, mostrando-lhes que se pode lutar por ideais - dessinteressadamente - e que, só assim procedendo teremos moral para apontar caminhos e fazer exigências - do que dermos exemplo... - Maria José Rijo @@@@@@@@@@ Os elvenses de agora são dessa mesma grata e honrada gente - que a qualidade de assim o ser é deles a melhor herança. ... - Maria José Rijo @@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@
blogs SAPO