Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

De caminho para a Sala Eurico Gama

 

Este é o corredor que conduz à

SALA EURICO GAMA

- que se vê ao fundo-.

...

Era como se mostram nas fotografias,

antes de ser recuperado.

Neste corredor frente à comoda onde se vê

uma jarra com flores

fica a sala nobre da Biblioteca

"SALA PUBLIA HORTÊNSIA DE CASTRO"

À porta desta sala está

uma velha estante de

música com uma reprodução do

"Cancioneiro de Elvas",

estudado por

MANUEL JOAQUIM

seu achador na referida sala.

CANCIONEIRO DA PUBLIA HORTÊNSIA

CANCIONEIRO DE MANUEL JOAQUIM

São os

outros nomes dados a este

códice do séc. XV ou XVI

..

Maria José Rijo

sinto-me: Sala Publia Hortênsia d Castro
música: Camara - 1986-1989
publicado por Maria José Rijo às 00:18
| comentar
7 comentários:
De Aristeu a 27 de Junho de 2008 às 02:06
Olá e boa noite Tia
Tenho estado em silêncio porque tenho estado,
com muita atenção a ver estas suas postagens de
fotografias - que revelam um seu trabalho de anos
já um bocado afastados destes agora.
Quando estive em Elvas (recentemente) estive na
nova biblioteca - uma obra que ficou muito bonita e
boa para os tempos actuais. A Câmara de agora
está de Parabéns.
Mas não estou a comparar!!
Não posso e nem quero --

porque não seria justo
((((tal comparação e pelo que percebi -
não é para se comparar))))

porque 20 atras - era uma coisa - agora é outra -
poderes, dinheiros, consciências e sensibilidades
diferentes - tinha mesmo de ser! Tem mesmo que ser

No entanto estamos aqui neste blog uma
documentação importante - porque mostra - quer
queiram - quer não - um trabalho bem feito na
biblioteca de 86-89 .
Quero então deixar aqui um voto de louvor LOUVOR
a si Tia - pelo trabalho bem desempenhado naquele
então e quero que saiba que estas postagens é um
trabalho que informa muita gente ((Como eu)) que
não fazia ideia do que tinha sido este trabalho
realizado por si e a sua equipa - quando foi
vereadora.
E pelo que diz o meu pai uma boa vereadora.

Fica aqui um beijinho de parabéns e um pedido
de continuar a contar o passdo para - quem não
conheceu (como eu) ficar a perceber muita coisa.

Beijinhos Tia
Aristeu
De Maria José a 28 de Junho de 2008 às 02:22
Aristeu - Cada vez que penso que andaram por aí ás voltas e não foram a Juromenha - aqui tão perto - 18 kl. apenas..penso que só no "tal" dia em que chegar o "tal" retrato - é que deixarei de rabujar.
Mas ... eu vinha, para além de agradecer a sua preciosa atençao, falar um pouco sobre a intensão com que se faz este blog.
Desde muito criança que, por atavismo, talvez, me incomoda a injustiça.
Pois, quis Deus, que tivesse acontecido na minha vida uma incursão, embora curta,( por decisão minha, pelo deencanto) no mundo da chamada "política".
Ainda em visita de reconhecimento aos espaços onde iria trabalhar, já me perguntavam: o que é que a senhora vai mudar?
Ao que eu respondia: - mas mudar o quê e porquê?
O propósito é informar-me, conhecer ,e, se for possível beneficiar algumas coisas.
Vim a perceber, que cada um que chegava,antes de pensar em fazer - começava por desfazer, o rasto do seu antecessor.
Ora, ainda hoje é esse o critério que promoveu perseguições que quase levaram ao suicídio um interveniente.
Não se me afigura justo esse procedimento. E, se eu puder, não deixarei, porque hoje se vai á lua, que se apague da história a epopeia dos descobrimentos...
O caminho de qualquer vida é feito da soma de todas as suas experiências, sejam elas vitórias ou fracassos.
E, "o caminho faz-se caminhando"
E, cada coisa tem seu tempo, seu espaço próprio.
Se a Biblioteca, em devido tempo não tivesse sido salva, não teria havido agora a oportunidade, que se louva, de ela ter sido modernizada.
Outrotanto já não se pode dizer da destruição da Sala Eurico Gama.
Não falto à verdade e penso que não dependendo da Câmara estou , como ninguém, na posição certa para contar o que, acho que tenho, por sentido de dever, obrigação de contar para que "fique escrito"e se possa entender, como a outra face da mesma moeda.
O propósito não é comparar.
O propósito é não deixar esquecer o percurso feito até aqui.
Estou com a sensação de que o meu amigo Luciano está mais animado, o que muito me alegra.
Eu vou tentando mete-lo ao "barulho".Já que não vos posso acompanhar nos pic- niques, vou-lhes dando oportunidades de se distraírem com as minhas aventuras.
Beijinhos " menino dos olhos lindos"
Tia Zé


De Aristeu a 28 de Junho de 2008 às 11:59
Confesso Tia
Que estou até emocionado porque ao ler o seu
comentário foi como se estivesse a ouvir a sua voz,
que eu adorava ouvir, dentro de mim.
Obrigado Tia.

Sobre esta história verdadeira da Biblioteca devo
dizer que - CLARO que se não fosse a sua Obra, a
obra da sua Câmara de 86-89 - em salvar a linda
biblioteca de então - hoje não seria assim como é.
Ninguém faz o futuro do nada - tem sempre que
haver passado embora muitas vezes tudo façam
para o apagar.
Não basta apagar o cartucho do faraó porque ainda
hoje ele é recordado na história!

O meu Pai enquanto caminhavamos no interior da
nova biblioteca disse sentir mágoa por ter visto
desaparecer a sala do seu amigo Eurico Gama.
É de lamentar e até disse que os cinco mil livros que
tinha (pelas três casas) não daria nunca a essa
biblioteca então agora vamos doá-los todos aqui no
Brazil.
Concordo com o seu comentário embora muitos
outros digam o contrário.
Aquí reside a verdade do que foi o seu trabalho
numa biblioteca quase toda devorada pela formiga
branca.
Bem haja por este QUE FIQUE ESCRITO - é
essencial que se dê a conhecer estes factos da
história.
Tem todo o meu apoio.

Aristeu
De Xavier Martins a 27 de Junho de 2008 às 02:13
Muito boa noite
Srª. Dona Maria José Rijo
Venho ver como vái este blog - favorito para mim.
Hoje temos aqui um comentário que vai de encontro
ao que eu penso.
Não me vou repetir mas espero que a Senhora
possa continuar a postar assim.
É de extrema importancia mostrar e contar o passado.
Realmete eu também estive nesta nova Biblioteca
quando fui de propósito a Elvas para ver e
caminhar pelo interior da Quinta do Bispo.
Concordo com o Aristeu - pois não se podem
comparar - nem é para comparar - quem for
comparar anos diferentes tem de o fazer por
inteiro e não seria justo - muitos itens haveria
que avaliar pelo meio.

Por favor continue.
Agradeço-lhe que tenha este blog on-line.
Seu admirador

Xavier martins
De maria José a 28 de Junho de 2008 às 02:46
A minha sobrinha de coração que faz este blog anda arrasada de trabalho, de modo que sou eu que lhe peço que pare de vez em quando.
Obrigada pela boa companhia que me tem feito e pela perfeita compreensão das intensões que o determinam.
Esta é uma versão autêntica de factos que estão no percurso da vida de Elvas, com o seu lugar no tempo em que aconteceram e, consequentemente com o seu lugar por direito na história da cidade.
Penso, e faço questão que seja enquanto, todos os intervenientes estão vivos, fazer que "fique escrito" o que com documentação se pode contar.
Com a consciência dos meus limites apoiei-me em especialistas para as grande decisões e de tudo possuo provas que iremos mostrando a pouco e pouco
Eu, fui apenas a mãe que vendo o filho doente chama os médicos competentes e cumpre à risca o tratamento.
Um abraço grato e amigo
Maria José
De Flor do Cardo a 27 de Junho de 2008 às 02:25
Minha amiga
li os comentários anteriores e concordo com eles
mas eu só quero dizer que a FELICITO por ter este
blog on-line.
É agradavel olhar as fotografias do que nós conhecemos e depois olhamos transformado (com
tanto trabalho e amor).
Queria perguntar-lhe se ainda está na biblioteca
uma Senhora que algumas vezes - me atendeu,
creio que se chamava de Ana do Carmo - creio que
era este o nome dela embora não me recorde
do apelido.
Era uma jovem encantadora que sempre se me
mostrou muito atenciosa e conseguia sempre
encontrar os livros de que eu necessitava nas
minhas pesquisas.
Quando estive em Elvas e visitei a nova e moderna
biblioteca - perguntei por ela mas não estava.
Queria apenas cumprimentá-la e saber se a menina
que ela tinha, e eu conheci , se já se formou - é que
era uma menina muito simpática e bonita.
desculpe tantas perguntas mas se por alguma vez
se encontar , diga-lhe se faz favor - que o Luciano
lhe envia um abraço e que lhe agradece as vezes
que me emprestou o livro de Costigan - sobre as
visitas no Forte da Graça.
Certamente se lebrará de mim.

Um grande abraço
Lucino
De Fisga a 29 de Junho de 2008 às 17:03
Parabéns para a Sra. Que se revela uma Patriota de mão cheia, como diriam os nossos irmãos Brasileiros. Estou seriamente curioso de ir a Évora, e visitar, tudo o que for possível visitar, Do pouco que já li em está escrito, já deu para ver que Elvas tem um património cultural, muito vasto e muito rico. Um bom resto de domingo, e um abraço.

Comentar post

.Quem sou

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Agora diz-se

. Aniversário do Coral Públ...

. Um testemunho

. Conservação e Restauro do...

. As lembranças do Forte da...

. PROGRAMA-Cultura/Turismo ...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

. PROGRAMA -Cultura/Turismo...

.Ficou Escrito...

. Junho 2017

. Maio 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.Por onde me levo

.Contador - Julho-2007

.Ficou Escrito:

Câmara de 1986 - 1989 @@@@@@@@@@@@@@
@@@@@@@@@@@@@@

.Excertos de artigos

Considero que é urgente e necessário provar aos nossos jovens que o dinheiro não compra consciências e é de nossa obrigação dar-lhes alternativas à droga e ao vício, mostrando-lhes que se pode lutar por ideais - dessinteressadamente - e que, só assim procedendo teremos moral para apontar caminhos e fazer exigências - do que dermos exemplo... - Maria José Rijo @@@@@@@@@@ Os elvenses de agora são dessa mesma grata e honrada gente - que a qualidade de assim o ser é deles a melhor herança. ... - Maria José Rijo
blogs SAPO