Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ficou escrito...

Sei para onde vou @ pela ansia de galgar a distância @ de onde estou @ para o que não sou @ *** Maria José Rijo @@@@ Sonhos em que acreditei -- causas que defendi

Ficou escrito...

Sei para onde vou @ pela ansia de galgar a distância @ de onde estou @ para o que não sou @ *** Maria José Rijo @@@@ Sonhos em que acreditei -- causas que defendi

António Sardinha – “ O literato” ?!!!

Lendo a nota que da Câmara emanou como resposta ao “Alarme” sobre a Quinta do Bispo publicado em 9/10/94 neste jornal – fica por demais evidente a falta de sensibilidade e de respeito do actual executivo frente a valores culturais.

António Sardinha – “ o literato”?!!!

António Sardinha também foi um literato, mas todos nós sabemos, e muito bem, que há maneiras de usar certas verdades em jeito de ofensa.

Referir António Sardinha como:”o literato” é na minha leitura uma forma depreciativa, quase pejorativa, de se referir quem foi: um grande poeta e escritor da língua portuguesa.

Um dos maiores a escrever sobre o Alentejo e sobre Elvas – “Esta Elvas” – que dele é parte e pertença.

O “literato” António Sardinha – só? – apenas?!!! – é ainda um modo pouco ético de avaliar a inteligência dos elvenses.

Foram eles – os elvenses – que com o coração em lágrimas e luto – colocaram alto, no Aqueduto lá no arco sob o qual passou pela última vez de regresso à terra onde nascera e onde desejou ser sepultada a lápide onde se lê: “A António Sardinha – Bom Português – Pelo muito que amou e serviu Elvas”.

Os elvenses de agora são dessa mesma grata e honrada gente – que a qualidade de assim ser é deles a melhor herança.

Que a Câmara que foi eleita para servir Elvas – que o mesmo é dizer: para servi-los – não se aventure a julgá-los “menores” a tal ponto que fossem capazes de imortalizar no seu mais grandioso monumento um qualquer “literato”.

 .

                                      Maria José Rijo

 

 ..

Jornal Linhas de Elvas

Nº 2.270 – 21-Outubro de 1994

1 comentário

Comentar post