Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ficou escrito...

Sei para onde vou @ pela ansia de galgar a distância @ de onde estou @ para o que não sou @ *** Maria José Rijo @@@@ Sonhos em que acreditei -- causas que defendi

Ficou escrito...

Sei para onde vou @ pela ansia de galgar a distância @ de onde estou @ para o que não sou @ *** Maria José Rijo @@@@ Sonhos em que acreditei -- causas que defendi

Cartas ao DIRECTOR - 2ª carta

Lisboa 12 – Outubro de 1994

Exmo. Senhor Director do Jornal Linhas de Elvas

 

Foi com muita mágoa que li no nosso jornal, a venda da Quinta do Bispo!!!

Será que os elvenses, não sabem o que foi Elvas, já não se lembram da sua história, nem o significado dos seus monumentos? Agora é a Quinta do Bispo: uma Quinta que não foi só a residência do Bispo, mas também o canto maravilhoso do grande Poeta  e Pensador António Sardinha.

Uma vez em Ponta delgada na casa do Dr. Ruy Galvão, que foi amigo e aluno de  António Sardinha, disse-me: António Sardinha foi o “Poeta do Amor Cristão” gostava que  na sua casa da Quinta do Bispo fosse um centro para reuniões, colóquios e arte.

Peço Senhor Presidente da Câmara a “Quinta do Bispo”, não pode  ser vendida ou destruída!!! Aqui viveu e morreu um Poeta que muito amou Elvas…

Com toda a consideração agradece a

 

Maria José Mateus Lopes

 

Jornal Linhas de Elvas

21-Outubro de 1994

1 comentário

Comentar post