Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ficou escrito...

Sei para onde vou @ pela ansia de galgar a distância @ de onde estou @ para o que não sou @ *** Maria José Rijo @@@@ Sonhos em que acreditei -- causas que defendi

Ficou escrito...

Sei para onde vou @ pela ansia de galgar a distância @ de onde estou @ para o que não sou @ *** Maria José Rijo @@@@ Sonhos em que acreditei -- causas que defendi

Cartas ao DIRECTOR - 3ª carta

Li com a maior atenção a carta de Maria José Rijo ao Presidente da CME.

Não conhecendo a distinta senhora impressiona o entranhado amor a esta Terra que revela o seu escrito, que está alicerçado em razões de História, de Sentido Humano evidenciando sobretudo uma visão com que de “Estado”, que aqui será mais de Cidade.

Há que na verdade ver mais além  dos interesses imediatos, das vaidades e das vantagens, terrenas, pois há outros valores a ter em conta.

Estou em crer no entanto que MJR não tem interlocutor à sua altura e que “chove no molhado”

Quase que lhe garanto que o projectado se fará, contra ventos e marés.

A Quinta do Bispo sofrerá, pela batuta do senhor Rondão de Almeida, o desvario e desmantelamento que a tornará irrecuperável e irreconhecível.

O que no mínimo é lastimável.

Os meus cumprimentos,

Leitor assíduo.

 .

Sílvio Bairrada

.

28 – X – 1994

Jornal Linhas de Elvas

 

 

1 comentário

Comentar post